PublicidadePublicidade

Nome limpo depois de 5 anos é verdade ou mito?

Essa é uma dúvida que volta e meia volta a surgir e nós trouxemos a explicação completa

Anna Júlia Steckelberg -
nome limpo depois de 5 anos
(Foto: Reprodução)

Ficar devendo dinheiro para alguém é um grande terror, na vida de qualquer um. Bom, mas se você já esteve negativado, com nome na lista de serviços de proteção ao crédito como SPC e Serasa, certamente já se questionou se é mesmo verdade que o nome limpa depois de 5 anos. A verdade é que sim, existe esse prazo, mas para contestação na Justiça. Vamos explicar certinho aqui como ficar com o nome limpo depois de 5 anos.

O que é ter nome sujo?

Primeiramente, ter o nome “sujo” é como popularmente se fala quando o consumidor tem seu nome restrito. Ou seja, no registro de compradores inadimplentes.

Basicamente, é uma forma que as empresas têm para forçar o pagamento de uma dívida. Assim, leva o registro do débito no CPF do devedor perante um dos bancos de restrição ao crédito atuantes no Brasil.

PublicidadePublicidade

Isso mesmo, existem ao menos três bancos mais utilizados no país: Serasa, SPC e SPC/Brasil. Logo, antes de conceder crédito a uma pessoa, as empresas consultam esses bancos de dados para saber o histórico de crédito do cliente.

Em geral, a consulta ocorre para a abertura de crediários ou realização de financiamento, por banco ou pela própria vendedora do produto.

Nome limpo depois de 5 anos é verdade ou mito?

É verdade! De acordo com as leis brasileiras, em regra, temos cinco anos da geração da dívida para cobrar na Justiça. Assim, se, passado esse tempo, não for quitada, não podemos mais utilizar medidas judiciais para forçar o pagamento. Por exemplo, o registro nos bancos de dados de inadimplentes.

Em resumo, após 5 anos da dívida, o registro do débito deixa de aparecer nos sistemas de crédito. Consequentemente, o score, a nota de crédito do cliente, será recalculada como se tivesse pago a dívida. É o que se chama de dívida “caducada”. Na prática, ela não vai mais aparecer nas consultas aos registros de proteção ao crédito.

Porém, esse prazo de 5 anos só beneficia o consumidor que não foi cobrado judicialmente. Em geral, pelos custos do processo, as empresas processam apenas os consumidores inadimplentes por dívidas de alto valor. Mas, tudo pode acontecer. 

A dívida caduca depois de 5 anos?

Precisamos deixar claro: a dívida não deixa de existir! O que acontece é que após 5 anos não é possível mais o débito ser registrado nos bancos de dados de proteção ao crédito (Serasa, SPC e SPC/Brasil). Bem como, não é mais possível o credor ajuizar uma ação de cobrança.

No entanto, o débito continuará registrado internamente perante o credor. Além disso, caso a dívida seja com alguma instituição financeira, ela ficará indefinidamente registrada junto ao Banco Central.

Como consultar o nome sujo 

Basicamente, para saber se o seu nome está sujo você deve consultar o seu CPF. Atualmente, os sistemas de crédito disponibilizam pesquisas online em seus bancos de dados, geralmente gratuitas, quando se quer ter informações sobre o próprio CPF. Na pesquisa, disponibiliza-se as dívidas eventualmente registradas para o consumidor e seu score.

Como quitar a minha dívida?

Se você não quiser esperar pelos 5 anos, e sabendo que mesmo tendo nome “limpo” você pode continuar com restrições no Banco Central, por exemplo, você pode procurar cada um dos serviços de proteção ao crédito e negociar a dívida.

Logo, todos eles oferecem o campo de negociação de forma on-line. Também é vantajoso aproveitar quando são feitos mutirões de negociação em parceria com associações comerciais.

Leia também: No SPC e Serasa: como saber se estou com nome sujo e como faço para limpar?

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade