DJ Ivis será solto após mais de 3 meses preso por agressão à ex-mulher

A decisão de conceder a liberdade ao músico foi proferida no final da tarde desta sexta-feira (22)

Folhapress -
Músico estava preso desde 14 de julho por agredir a ex-mulher. (Foto: Reprodução)

O músico Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, 30, deve ser solto em breve, após mais de três meses de prisão. Ele está em uma cadeia do Ceará desde o dia 14 de julho, após sua ex-mulher, Pamella Holanda, denunciá-lo por uma série de agressões.

A decisão de conceder a liberdade ao músico foi proferida no final da tarde desta sexta-feira (22) pela Vara Única da Comarca do Eusébio.

Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, o alvará de soltura deverá ser expedido, embora não tenha dado previsão de quando isso ocorrerá.

Produtor, cantor, compositor e tecladista, o artista emplacou hits como “Volta Bebê, Volta Neném”, “Não Pode se Apaixonar” e “Volta Comigo BB”. Ele já foi tecladista e produtor da banda Aviões do Forró e depois participou da reconstrução da carreira do líder do grupo, Xand Avião, além de ser considerado um dos expoentes da pisadinha e de ter colaborado com diversos artistas do gênero.

Holanda denunciou as agressões em seu perfil no Instagram no dia 11 de julho, com imagens de socos, tapas e empurrões desferidos por ele. Em algumas das situações, ela estava com a filha do casal nos braços. Duas pessoas, sendo uma delas a mãe de Holanda, também aparecem.

Após a divulgação das imagens, Ivis postou um vídeo afirmando que havia coisas que não tinha sido mostradas pela ex-mulher. “Eu sempre apanhei com a minha filha no braço, alguém tem noção do que é isso?”, questionou ele, que afirmou que era impedido de sair de casa pela ex, que não aceitava o término.

“Sempre tentei fazer de tudo para que isso não chegasse ao extremo. E, como eu disse, tenho como provar tudo, nada vai justificar a reação que eu tive, mas não aguentava mais ameaças”, afirmou. “Saí de casa e tenho assumido todas as despesas da filha. Tudo será devidamente provado.”

Muitos famosos e anônimos prestaram apoio a Holanda. Em entrevista ao programa Encontro com Fátima Bernardes (Globo), Holanda afirmou que sofreu a primeira agressão do marido quando estava grávida da filha e que chegou a ser agredida também por amamentar a menina após diagnóstico positivo de Covid, mesmo com liberação do médico.

Com a repercussão da denúncia, DJ Ivis, foi afastado de seus compromissos profissionais pela produtora que gerenciava sua carreira até então. Na época, ele chegou a ganhar mais de 200 mil seguidores em suas redes sociais.

A prisão dele foi confirmada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará. Em nota, o órgão afirma que a detenção se deu no âmbito da investigação por lesão corporal associada a violência doméstica e familiar.

“A captura ocorreu por força de um mandado de prisão preventiva representado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Metropolitana do Eusébio, unidade responsável por investigar o fato”, diz o texto. Ainda segundo a SSPDS, Ivis foi preso em um condomínio de luxo em Aquiraz (CE).

Dias depois da prisão, a defesa dele chegou a recorrer à Justiça para tentar substituir a prisão preventiva do músico por medidas cautelares. Porém, o pedido de habeas corpus foi negado.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.