PublicidadePublicidade

PIB de Goiás em 2019, no primeiro ano de Caiado, foi quase o dobro do Brasil

Dados foram aferidos pelo Instituto Mauro Borges e divulgados nesta terça-feira (16)

Karina Ribeiro -
Expectativa do governo é que programa beneficiará cerca de 30 mil famílias (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Crescimento de 2,2%. Esse foi o Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás em 2019, quase o dobro do país – que registrou 1,2% naquele mesmo ano.

Os dados, divulgados nesta terça-feira (16), são animadores ao observar também que, em 2018, o estado havia registrado uma queda de 1,2%.

A guinada, ocorrida no primeiro ano de governo de Ronaldo Caiado (DEM), foi puxada pela indústria – que rendeu um crescimento de 2,9%.

Os dados são do Instituto Mauro Borges (IMB) baseados no levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Conseguimos superar situações delicadas. Goiás estava entre os quatro piores Estados do país do ponto de vista fiscal, com colapso da máquina pública, mas nós avançamos e fomos os únicos a entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF)”, destacou o governador.

A indústria não foi a única a deslanchar. O setor de serviço teve um acréscimo de 1,9% e a agropecuária – um dos carros-chefes da economia goiana – elevou 1,4%. Esse crescimento assegura ao estado o nono lugar no ranking em produção de riquezas na federação.

Para o secretário-geral do governo, Adriano da Rocha Lima, os ajustes na política fiscal adotada pelo governo Caiado no primeiro ano contribuíram diretamente no crescimento geral registrado e consolidado pelos dados do PIB.

“A política do governo está focada em acreditar nas potencialidades de Goiás e na sua capacidade de produção”, analisou o secretário.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.