Goiânia pode ganhar data exclusiva para celebrar o Dia do Orgulho Hétero

Projeto de lei já foi apresentado e começou a tramitar na Câmara da capital

Pedro Hara -
Praça Cívica concentra manifestações na cidade (Foto: Governo de Goiás)

A cidade de Goiânia pode ganhar uma data exclusiva para celebrar o “Dia do Orgulho Hétero”. Proposto pelo vereador Ronilson Reis (Podemos), o projeto já foi apresentado e começou a tramitar na Câmara da capital.

De acordo com o parlamentar, a matéria está em consonância com a prerrogativa de que todo cidadão pode se manifestar. A proposição foi comparada ao Dia da Consciência Negra e do Orgulho LGBTQIA+.

Ronilson Reis foi o autor do projeto polêmico. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiânia)

O Dia da Consciência Negra é celebrado anualmente no dia 20 de novembro, enquanto o Dia do Orgulho LGBTQIA+ é comemorado nacionalmente em 28 de junho.

Caso aprovada, a celebração ocorreria no terceiro domingo do mês de dezembro. Ao Mais Goiás, o vereador afirmou que o projeto “não tem a intenção de afrontar nenhum gênero ou segmento”.

A data já foi discutida em outra capital da região Centro-Oeste, como Cuiabá. Na capital do Mato Grosso, a propositura causou polêmica após passar em primeira votação.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.