Após dois anos, UFG retoma aulas 100% presenciais

Para que possam frequentar os campi da universidade, alunos terão que se adaptar a algumas exigências da instituição

Pedro Hara -
Calendário letivo de 2022 começará em maio. (Foto: Carlos Siqueira/UFG)

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Federal de Goiás (UFG), aprovou na última sexta-feira (25), o calendário letivo de 2022.

Entre as novidades estão o retorno das aulas 100% presenciais após dois anos. A medida está prevista para todas as turmas de educação básica, graduação e pós-graduação.

A resolução leva em conta a porcentagem de população vacinada em Goiás (74,2%), além da diminuição no número de casos de Covid no estado. O primeiro semestre deste ano está previsto para começar no dia 25 de maio.

Entretanto, para que possam frequentar os campi da universidade, os alunos terão que seguir algumas regras definidas pela instituição.

Será exigida a apresentação do esquema vacinal completo além do uso de máscaras em todos os ambientes da universidade.

Em entrevista a Rádio Universitária, a reitora da UFG, Angelita Pereira de Lima explicou que a decisão do retorno 100% presencial pode mudar nos próximos meses.

“Ainda está em vigor a instrução 90 do Governo Federal que ampara pessoas com mais de 60 anos e com comorbidades. A oferta será 100%, quando iniciarmos o processo, mas caso a instrução esteja em vigor nós teremos que fazer uma adaptação”, explicou.

De acordo com a reitora, o Conselho Universitário será novamente chamado para debater e encontrar soluções caso a instrução do Governo Federal não seja revogada.

“Vamos chamar o Consuni e discutir como fazer com docentes que se enquadram na in 90, como faremos com essas disciplinar. A previsão no modo presencial é 100%, mas teremos que dar uma resposta mais eficaz caso a in 90 ainda esteja em vigor no mês de maio”.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.