Influenciadora suspeita de atropelar uma mulher e matar outra fica calada durante depoimento

Ela está presa preventivamente desde a última quinta-feira (21), após cometer crime e fugir do local

Augusto Araújo -
Influenciadora Murielly Alves Costa está presa preventivamente, suspeita de ter atropelado duas mulheres em Goiânia. (Foto: Reprodução).

A influenciadora digital Murielly Alves Costa, de 27 anos, ficou em silêncio durante o depoimento prestado para a Polícia Civil (PC) de Goiânia.

Ela está sendo investigada por ter atropelado propositalmente duas mulheres, matando uma delas, após uma briga na frente de uma distribuidora no bairro São Judas Tadeu, ocorrida na madrugada da última quinta-feira (21).

Ao Mais Goiás, o delegado responsável pelo caso, Marcos Gomes, afirmou que a mulher não negou nem confessou ter jogado o carro contra uma das vítimas ou ter prensado a outra em uma pilastra.

Ainda de acordo com o investigador, o Inquérito Policial deve ser concluído até sexta-feira (29), mesmo sem a colaboração da suspeita no depoimento.

Relembre o caso

Conforme as investigações da PC, Murielly chegou embriagada em uma distribuidora, causando confusão com várias pessoas, inclusive com o proprietário do estabelecimento.

Testemunhas apontam que as vítimas, então, tentaram intervir, o que gerou nova discussão. Em determinado momento, uma delas jogou um copo de cerveja na influenciadora.

Dessa forma, a Murielly entrou no carro e foi embora. No entanto, poucos minutos depois ela voltou ao local e atropelou as vítimas.

Segundo o delegado, com o impacto, uma das mulheres foi arremessada em um açougue, que teve a porta quebrada.

Na sequência, a vítima fatal, identificada como Bárbara Angélica Barbosa Silva, de 30 anos, tentou pegar a chave do carro da influenciadora, que acelerou o veículo e a prensou em uma pilastra.

A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já a outra vítima, de 28 anos, foi levada para o hospital e recebeu alta.

Murielly foi capturada pela Polícia Militar (PM) em Nerópolis, cidade da região Metropolitana de Goiânia, e está presa preventivamente desde o acontecimento dos fatos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade