Justiça determina que pedras instaladas para espantarem moradores de rua em Goiânia sejam retiradas

Pedido feito por associação cita "arquitetura hostil" que altera o ambiente para pior

Pedro Hara -
Pedido de remoção foi feito por entidade. (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

A Justiça determinou que as pedras colocadas pela Prefeitura de Goiânia, ao lado do viaduto do Cepal do Setor Sul, sejam retiradas.

O artifício foi utilizado para que moradores de rua não dormissem ou construíssem habitações no local. O pedido foi feito pela Associação Estadual de Apoio à Saúde (AAS).

De acordo com a entidade, a “arquitetura hostil” altera o ambiente para pior e as pessoas em situação de vulnerabilidade sofrem com essas ações.

No pedido, a Justiça solicitou que além da remoção das pedras, novas barreiras com paus, estacas e outros objetos não sejam instaladas em vias públicas.

A Procuradoria Geral de Goiânia ainda não foi notificada da decisão e só irá se manifestar após ser comunicada.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.