Este é o motivo pelo qual o julgamento de Maurício Sampaio foi antecipado

Dirigente é acusado de ser o mandante do assassinato do jornalista Valério Luiz

Gabriella Pinheiro -
Maurício Sampaio. (Foto: Divulgação/ ACG)

O julgamento sobre o caso da morte do radialista esportivo Valério Luiz passou, nesta sexta-feira (24), por mais uma alteração.

A sessão, que estava agendada para o dia 05 dezembro deste ano, foi antecipada pelo juiz Lourival Machado, para o dia 07 de novembro. 

De acordo com o magistrado, a alteração da data foi motivada pela Copa do Mundo do Catar, que será realizada entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro.

Segundo Lourival, a mudança foi feita no intuito de evitar com que a sessão de julgamento seja frustrada mais uma vez. 

Ele afirma que, durante a época do Mundial, algumas testemunhas envolvidas no caso e que atuam como jornalistas esportivos, terão que assistir o evento de forma presencial.

Com a nova alteração, o júri será realizado no auditório do Plenário do Tribunal de Justiça de Goiás, em Goiânia, às 08h30.

Ao todo, cinco réus serão julgados, dentre eles, Maurício Sampaio, dirigente do Atlético Goianiense na época do crime, e apontado como mandante. 

As defesas dos acusados serão notificadas sobre a mudança da sessão.

Relembre o caso

O assassinato do jornalista esportivo, Valério Luiz, de 49 anos, aconteceu no dia 05 de julho de 2012, no momento em que o profissional saía da rádio em que trabalhava, na Rua C-38, no Setor Serrinha, em Goiânia. 

No total, foram seis tiros disparados e quatro deles atingiram a queima-roupa o radialista que acabou falecendo dentro do próprio carro. 

Nas investigações, foi descoberto que uma das possíveis motivações para o crime teria sido as duras críticas emitidas pelo comentarista à diretoria do Atlético Goianiense, em que Maurício Sampaio, um dos réus, era vice-diretor. 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.