Portal 6

Motorista de Anápolis faz chantagem sexual com passageira e é expulso da Uber

(Foto: Reprodução)

Jovem expôs tudo no Twitter, iniciando as postagens com o seguinte aviso: “atenção, meninas”

Terminou em expulsão a ousadia de um motorista parceiro da Uber, que ao ser acionado para uma corrida via aplicativo na noite de sábado (16) exigiu pagamento extra e chantageou uma passageira para buscá-la próximo a um clube da região Leste de Anápolis.

Indignada, a jovem expôs toda a situação na tarde deste domingo (17) no Twitter, compartilhando o print das mensagens que ela teve com ele no bate papo do aplicativo.

Ao aceitar a chamada, o motorista pergunta exatamente onde a jovem está antes de impor condições para buscá-la. Pelo diálogo, é possível perceber que a jovem teve outras corridas recusadas anteriormente devido ao horário e o pequeno valor que a mesma geraria.

Cansada, ela pergunta por qual valor o motorista toparia ir até o local para buscá-la. “Quanto você quer?”.

Nas mensagens seguintes, porém, aparece a proposta sexual.

Em nota ao Portal 6, a assessoria de imprensa da Uber informou que o motorista foi expulso da plataforma tão logo soube do episódio e incentivou, na mesma nota, a jovem a procurar as autoridades policiais para que o ex-parceiro da empresa também sofra consequências judiciais pela proposta indecente.

Veja na íntegra:

A Uber considera inaceitável e repudia qualquer ato de violência contra mulheres. A empresa acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos dessa natureza. Nesse caso, a conta do motorista parceiro foi desativada assim que a empresa tomou conhecimento do episódio. A Uber também encoraja que as mulheres denunciem qualquer violência às autoridades competentes e permanece à disposição para colaborar com as investigações, na forma da lei.

A empresa defende que as mulheres têm o direito de ir e vir da maneira que quiserem e têm o direito de fazer isso em um ambiente seguro. Recentemente, a Uber reforçou seu compromisso público para unir forças no enfrentamento à violência contra a mulher, com a continuidade do apoio a ONGs que são referência no assunto.

Além disso, a empresa também implantou um novo processo de detecção automática de linguagem imprópria nas mensagens que são enviados no bate-papo do aplicativo – tanto nas viagens quanto no Uber Eats. Palavras que possam ser consideradas ofensivas ou que ameacem a integridade de uma pessoa entram automaticamente em um processo de desativação permanente da conta original.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.