Portal 6

Governo Federal tem mais de R$ 10 milhões para pagar as despesas com a quarentena em Anápolis

(Foto: Vanúbia Corrêa)

Repatriados estão na Ala 2 há nove dias e nenhum apresentou sintomas do coronavírus

O Ministério da Defesa, por meio de nota, informou ao Portal 6 no final da tarde desta terça-feira (18) que R$ 11,2 milhões é a verba disponível para custear todas as despesas da operação que trouxe para Ala 2, em Anápolis, os brasileiros repatriados da China, país epicentro do coronavírus.

De acordo com o órgão, o valor é um “crédito extraordinário” que será utilizado para o pagamento das “atividades aéreas, tanto da parte nacional quanto internacional; o apoio terrestre nas ações de saúde e de infraestrutura geral, além de reserva técnica em caso de intercorrências”.

Ao todo, a tripulação responsável por resgatar os brasileiros contava com 14 médicos, oito tripulantes e dois jornalistas. Todos ainda seguem em quarentena, juntamente os 34 repatriados (quatro chineses casados com cidadãos brasileiros, sete crianças com idades entre dois e 12 anos e 23 brasileiros adultos — casais e solteiros, sendo três diplomatas).

No hotel de trânsito em que estão hospedados, foram preparados quartos de acordo com as necessidade de cada um e há nas instalações aparelhos de televisão, banheiros com kits de higiene, frigobar com água e coca-cola e cestas de frutas e chocolates da cacau show.

Nas áreas comuns, em que todos podem transitar desde que estejam usando máscaras, há brinquedoteca, videogame e um espaço onde são exibidos filmes e realizados shows.

O dia de hoje marca o nono dia da quarentena e a previsão é que todos os repatriados possam voltar para casa no dia 27 de fevereiro, no 18º dia. Os exames médicos continuam sendo realizados regularmente e não há entre os hóspedes ninguém com sintomas do coronavírus.

Repatriados da China em Anápolis voltam a ser destaque de forma inédita em rede nacional

Quer comentar?

Comentários






Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.