PublicidadePublicidade

João Gomes diz que defenderá legado petista na Prefeitura e garante Marconi na campanha

"Precisamos de um prefeito que tenha capacidade de trazer indústrias e empresas", crava o candidato do PSDB

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

Eleito e reeleito pelo PT com Antônio Gomide, João Gomes foi vice-prefeito de Anápolis por seis anos e prefeito por outros dois. Na disputa de 2016, perdeu a eleição para Roberto Naves (PP) por 4.255 votos.

Hoje, três anos depois, está no PSDB e disputará novamente o comando do Centro Administrativo. Promete defender o legado do tempo em que esteve à frente da cidade.

“Eu era um vice protagonista, que estava junto participando ativamente e ajudando acontecer. Todas as grandes realizações nós (Gomide e ele) fizemos juntos”, declarou João em entrevista ao jornalista Jonathan Cavalcante, da Rádio São Francisco.

PublicidadePublicidade

“Outras eu fiz sozinho”, emendou o agora tucano, que viu como positivo o retorno do petista Gomide à disputa. “Fortalecerá o debate”, avaliou.

O postulante ressaltou que o PSDB é um partido tradicional, que tem peso e estrutura. Líder maior da legenda no estado, o ex-governador Marconi Perillo deve aparecer na campanha de João. “No momento certo”, garante.

A geração de emprego e renda será uma das principais bandeiras defendidas por João. “Precisamos de um prefeito que tenha capacidade de trazer indústrias e empresas”, crava.

“E que realmente busque recursos e não fique com brigas políticas-partidárias”, completa. A médica Maristela Rodrigues foi definida como vice na chapa de João.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade