PublicidadePublicidade

Caiado reduz o imposto do arroz e do feijão em Goiás

Governador avalia que esses produtos são essenciais e sempre presentes nas mesas das famílias, principalmente nas de baixa renda

Da Redação Da Redação -

O projeto do governador Ronaldo Caiado (DEM) que altera o Código Tributário para reduzir de 17% para 12 a alíquota do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) aplicável às operações com arroz ou feijão, foi aprovado na Assembleia Legislativa e deve ser sancionado em breve.

Com isso, estabelecimentos comerciais poderão adquirir arroz e feijão com imposto menor, independentemente de sua origem e da qualificação do contribuinte que realizar operações com tais produtos, e assim reduzir o preço final ao consumidor.

Na justificativa do projeto, Caiado destacou que esses produtos são essenciais e sempre presentes nas mesas das famílias goianas, principalmente nas de baixa renda e que são as mais atingidas neste período de pandemia da Covid-19.

PublicidadePublicidade

Já havia redução do imposto para esses produtos, mas restrita aos produtos industrializados, fator que inibia a concorrência entre as indústrias locais e as estabelecidas em outros Estados. A lei agora aprovada corrige essa distorção ao ampliar o benefício para todos, independentemente da origem dos produtos.

A proposta foi submetida à apreciação da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), que afirmou que a matéria é constitucional e que não se encaixa como renúncia de receita nem acentua a discriminação entre contribuintes, pois as novas alíquotas serão aplicadas a todos. Além disso, ressalta-se que as empresas do setor instaladas em Goiás já são contempladas com uma redução de carga tributária de 7%.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade