PublicidadePublicidade

Afinal, os entregadores de aplicativo são atores da Carreta da Alegria?

Internautas levantaram a suspeita e o Portal 6 questionou a trupe

Rafaella Soares Rafaella Soares -

As imagens que mostram entregadores de comida dançando com a Carreta da Alegria em Anápolis estão viralizando desde a última segunda-feira (08) e já foram vistas por milhões de pessoas Brasil a fora.

Tanta repercussão, no entanto, começou a levantar uma dúvida entre vários internautas: Afinal, eles fazem parte da equipe ou realmente entraram na dança espontaneamente?

É que, para algumas pessoas, há nos vídeos pequenos detalhes que dão a entender que, na verdade, tudo não passou de uma apresentação combinada. São eles:

PublicidadePublicidade
  • O mesmo entregador aparecer em mais de um vídeo, em pontos diferentes da cidade;
  • Os entregadores usarem roupas muito parecidas, como uma espécie de uniforme, nas imagens;
  • As mochilas de entrega não possuírem nenhuma logotipo famosa de restaurante ou aplicativo;
  • Os passos dos entregadores serem muito semelhantes  e sincronizados com dos personagens da Carreta da Alegria.

Para sanar essas dúvidas, a reportagem do Portal 6 entrou em contato com a Tech Leon Diversões, que é responsável por trazer para o município a Carreta da Alegria.

Proprietário da empresa, D’Leon Mota defende que não conhecia os entregadores antes dos vídeos ganharem as redes sociais e que só se encontrou com eles nesta sexta (11) para apresentá-los para toda a equipe.

“Na primeira postagem que fizemos, um cliente marcou o Gabriel Godoy [um dos entregadores]. Então entrei em contato e convidei ele para estar conosco. Ele e os amigos andaram na Carreta e se divertiram. O objetivo era agradecer a espontaneidade dele e dos colegas que nos acompanham”, afirmou.

Sobre o fato de os rapazes do vídeo estarem tão bem sincronizados com os passos dos personagens, o profissional alega que as coreografias são simples e fáceis de pegar.

“Quem acompanha a Carreta da Alegria, conhece os passos. Estilo Coreografia. Pelo jeito ele já sabia o passo. Basta um puxar que segue. É como dançar as músicas de coreografia dos anos de 1990”, sustenta.

Em entrevista ao Mais Goiás, Gabriel Godoy, de 21 anos, também explicou sobre como apareceu em diferentes pontos da cidade acompanhando a equipe.

“O primeiro vídeo foi na porta do banco. Parei e dancei com eles. Logo depois, eu e outro colega encontramos a carreta novamente numa praça e dançamos mais uma vez. Foi muito bacana. Foi algo totalmente sem intenção e que alegrou meu dia”, disse.

Para comemorar o sucesso que as primeiras imagens fizeram, uma nova apresentação foi feita durante o encontro do entregador com a Carreta nesta sexta (11). Veja:

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade