PublicidadePublicidade

Respeito acima de tudo e união por quem mais sofre e precisa de nós

Márcio Corrêa Márcio Corrêa -
(Foto: Reprodução)

Teremos nesta terça-feira uma série de manifestações por todo País. Embora elas se aproveitem da data de comemoração da nossa independência, o 7 de setembro, o que está por trás dessas movimentações, na realidade, é o confronto de correntes ideológicas distintas para se firmarem politicamente, tendo como discurso a defesa da nação. São manifestações muito mais voltadas a um futuro que se avizinha do que a comemorar um feito do passado. Faz parte do jogo.

O problema é que desde a reabertura democrática e a Constituição de 1988, nunca passamos por uma tensão político-institucional como a que atravessamos agora. Vivemos nos últimos anos em um permanente estado de tensão. Isto não é bom para o Brasil. Ainda mais num momento em que ainda atravessamos uma pandemia e uma crise econômica de grandes proporções.

É natural que todos os lados políticos se manifestem em datas com grande carga simbólica, como é o 7 de setembro, mas temos que evitar a radicalização , antes que cheguemos a um ponto da ruptura total do diálogo civilizado que é estabelecido por meio da democracia.

PublicidadePublicidade

A pandemia, a crise energética, a retração econômica, o desemprego, dentre outras dificuldades, deveriam criar laços entre nós para superar essas dificuldades. Não podemos aceitar, por exemplo, que o Brasil seja um dos maiores produtores de alimentos do mundo e milhões de brasileiros estejam passando fome. Mas se nem os desafios em comum conseguem provocar um mínimo de união e mobilização em torno de um objetivo, nosso conceito de nação fica muito fragilizado.

O 7 de setembro é o grande marco da formação da nossa identidade nacional. Nos tornamos um país grande e forte a partir do momento que passamos a ter soberania sobre nossa terra e os destinos da nossa nação. As diferenças ideológicas podem (e devem) ser manifestadas, mas sem perder de vista que somos um só povo, e que temos à nossa frente grandes problemas que precisam ser solucionados rapidamente.

Márcio Corrêa é empresário e odontólogo. Preside o Diretório Municipal do MDB em AnápolisEscreve todas as segundas-feiras. Siga-o no Instagram.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões do Portal 6.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade