PublicidadePublicidade

Preço do tomate dispara e o quilo já está custando mais de R$ 6 em Goiás

Alta foi de 38% no último mês e alimento deixa de ser opção para substituir a carne no prato dos goianos

Pedro Ribeiro -
Fatores climáticos e preço de insumos agrícolas, são os principais vilões para o aumento do preço do fruto (Foto: Ale Silva/Folhapress)

O aumento no preço dos alimentos está cada vez mais recorrente. Desta vez, é o valor do tomate que subiu e pode fazer falta na mesa dos goianos. O produto era uma alternativa para substituir a carne, que também está com uma crescente no seu valor de mercado.

Apesar de ser o Estado com maior produção de tomate, Goiás teve um aumento de 38% em setembro. Neste mês de outubro, já é possível encontrar o quilo do fruto a quase R$ 7.

A justificativa para o aumento no preço do tomate está na produção do produto. Em Nerópolis, produtores afirmaram que o adubo utilizado na lavoura chegou a triplicar de preço. Além disso, os custos com defensivos agrícolas também aumentaram.

PublicidadePublicidade

Os gastos com energia e o combustível para transportar o tomate desanimaram os produtores. Em algumas regiões do Estado, a solução foi reduzir o tamanho das plantações. A safra do tomate deve diminuir em 5%.

Outro fator que não favoreceu a produção, foram as condições climáticas. A estiagem na região Centro-Oeste e as geadas no Sul do país dificultaram a produtividade do fruto.

Cabe ao consumidor buscar alternativas para driblar a alta dos preços que estão cada vez mais frequentes no dia a dia.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade