Ação da CPE conseguiu por fim em crime que deu grande prejuízo e surpreendeu Anápolis

Um dos envolvidos trabalha como motorista de aplicativo e revelou aos agentes como tudo aconteceu

Da Redação -
Viatura da Polícia Militar de Goiás. (Foto: Reprodução)

As atitudes suspeitas de um jovem casal de Anápolis fizeram com que a Companhia de Policiamento Especializado (CPE) solucionasse um crime que deu muito prejuízo na cidade.

O caso aconteceu na noite de terça-feira (19), depois que os policiais militares avistaram os integrantes de um Fiat Argo agindo de maneira estranha no Santo Antônio, bairro da região Leste da cidade.

Após a identificação, na qual o rapaz se apresentou como um motorista de aplicativo, os militares deram sequência ao procedimento de abordagem veicular.

E lá encontraram quatro Iphones, um Apple Watch e um par de fones de ouvido da marca, além de caixinhas de som da JBL.

Todos os produtos se encontravam novos, ainda na caixa. Isto, obviamente, fez com que a CPE suspeitasse de algo mais grave, especialmente depois das justificativas do jovem – de que não passava de um empréstimo de um amigo.

A corporação se lembrou de um roubo, ocorrido um dia antes, no domingo (18), quando a loja iCell Imports, localizada no Jundiaí, foi roubada.

O crime repercutiu fortemente na cidade e uma apuração mais profunda revelou que se tratava dos mesmos produtos localizados no carro dos suspeitos.

Após questionado, o rapaz entregou a localização de um dos responsáveis pela ação criminosa, um jovem de apenas 18 anos.

Seguindo esta e demais pistas, os militares encontraram o resto da carga roubada, além de porções de maconha e outros objetos comumente utilizados no tráfico, como balança de precisão e sacos plásticos.

Ao todo, foram apreendidos sete Iphones, incluindo a versão mais nova da marca, avaliado em mais de R$ 7 mil cada.

Todos os envolvidos foram levados à Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde o casal foi autuado por recepção.

Já o recém maior de idade teve o auto de prisão em flagrante lavrado pelos crimes de roubo e tráfico de drogas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.