Grupo que atrapalhava voos do Aeroporto de Brasília é alvo de operação da PF

Mandados foram cumpridos em Luziânia, Cidade Ocidental e Valparaíso de Goiás

Pedro Hara -
Pena mínima para o grupo é de 02 anos (Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília)

Em conjunto com a Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel), a Polícia Federal (PF) desarticulou um grupo que utilizava rádios ilegais para interferir na comunicação do Aeroporto de Brasília.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão na última terça-feira (19) nos municípios de Luziânia, Cidade Ocidental e Valparaíso de Goiás, na região do Entorno de Brasília. Nenhuma prisão foi efetuada pela corporação.

De acordo com a PF, a atividade ilegal interferia na comunicação entre os pilotos das aeronaves com a torre de controle do aeroporto no momento da aterrisagem.

PublicidadePublicidade

Aparelho era utilizado para atrapalhar comunicação entre pilotos e torre de controle (Foto: Divulgação/PF)

Os envolvidos no esquema de podem responder pelo crime de desenvolvimento clandestino de atividade de comunicação. A punição para o crime é de dois a quatro anos de prisão, podendo ser aumentada em caso de danos a terceiros, além de multa de R$ 10 mil.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.