PublicidadePublicidade

Educação em Goiás encara aumento nas mensalidades e alta procura por escolas públicas para 2022

Na capital, teve colégio que aumentou de R$ 380 para R$ 1.910. Em Anápolis, Semed adotou estratégia para suprir demanda cada vez mais crescente de pais

Caio Henrique -
(Foto: Divulgação/Seduc)

Uma pesquisa recente do Procon Goiás, realizada em Goiânia, trouxe à tona uma realidade preocupante para os pais que já estão pensando nas matrículas escolares para o novo ano letivo que se aproxima.

Isso porque a pandemia da Covid-19 deixou marcas impactantes em todos as áreas, sendo a da educação uma das mais afetadas.

Diante da crise, muitos colégios particulares fecharam. Os que continuaram funcionando, por outro lado, apresentaram um valor de mensalidade muito acima do usual para 2022.

PublicidadePublicidade

E foi justamente isso que o levantamento apurou na capital goiana. Algumas unidades chegaram a ter um aumento de 402%, com valores passando de R$ 380 para R$ 1.910.

Em Anápolis, uma ação do tipo também está sendo realizada pelo Procon.

Em entrevista ao Portal 6, o diretor do órgão no município, Wilson Velasco, explicou que um ofício foi encaminhado para todas as escolas da cidade ainda em outubro.

O documento requisitou o envio do reajuste proposto, assim como a relação dos materiais escolares e demais formalidades exigidas no processo de matrícula.

A expectativa é de que todos os dados estejam em mãos até o fim do mês, para que o setor jurídico possa averiguar quaisquer medidas abusivas, seja nos preços ou nas exigências.

O fenômeno, por sua vez, acabou causando uma movimentação reversa dentro das unidades de ensino de Anápolis.

Em resposta ao Portal 6, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) detalhou que a procura por matrículas nas escolas públicas aumentou consideravelmente nos últimos meses.

A demanda repentina fez com que a rede municipal de ensino já abrisse vagas para atender os pais que se assustaram com a nova realidade financeira dos colégios privados.

Sendo assim, os responsáveis interessados em prosseguir com matrículas devem solicitar vaga no site da Prefeitura, no Portal da Educação.

O prazo é de até o dia 26 de novembro para a creche infantil e até o dia 03 de dezembro para a pré-escola e ensino fundamental.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.