6 práticas comuns estão fazendo você gastar mais gasolina sem perceber

Se você tem carro, deve estar sentindo na pele (ou na lataria) o preço do combustível. Veja esses truques e aprenda a economizar

Anna Júlia Steckelberg -
6 práticas comuns estão fazendo você gastar mais gasolina sem perceber
Calibrar os pneus com frequência semanal realmente pode influenciar nos gastos. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Vamos ser sinceros, ao que parece, infelizmente, os combustíveis não vão baixar de preço tão cedo. Por isso, vale adotar estratégias para reduzir o máximo possível o consumo diário de gasolina e etanol. Foi pensando nisso que hoje selecionamos 6 práticas que fazem você gastar mais gasolina e nem perceber. Confira:

6 práticas comuns estão fazendo você gastar mais gasolina:

1. Calibrar os pneus quentes

Primeiramente, adotar o hábito de calibrar os pneus com frequência semanal realmente pode influenciar nos gastos. Logo, andar com o veículo calibrado deixa o carro rodar com mais suavidade e exige menos do motor.

Segundo a empresa Continental, a cada 3 psi abaixo do calibre indicado, o gasto aumenta 2%. No geral, em efeitos práticos, é como se a cada 30 mil km rodados com pneu descalibrado, 55 litros fossem desperdiçados.

Porém, é preciso fazer a calibragem de maneira correta. Isso significa que calibrar os pneus com eles quentes pode aumentar o consumo ao invés de diminuí-lo. Basicamente, o ar quente se expande e a calibragem fica abaixo do ideal. Por isso, sempre calibre os pneus com o carro frio.

2. Dirigir na “banguela”

Em seguida, colocar o carro em ponto morto em uma descida não economiza nada de combustível! Inclusive, em alguns casos pode até gastar mais. Além disso, é possível danificar a transmissão do veículo ou causar um acidente grave. Ainda mais se a prática for realizada em uma rodovia.

3. Abastecer em promoções “milagrosas”

Enquanto isso, fique de olho nas promoções em postos de combustíveis. Por mais que aproveitar promoções de gasolina e etanol não tem nada de errado, abastecer em qualquer posto, sem ter noção da procedência, pode ser um erro.

Logo, combustíveis adulterados danificam o motor do carro e ainda se consomem com uma velocidade maior. Ou seja, o barato realmente pode sair muito caro, neste caso.

4. Desligar o ar-condicionado em estradas

Além disso, o ar-condicionado realmente consome mais combustível que o normal! Contudo, nem sempre desligá-lo é sinal de economia. Inclusive, em estradas, é possível que o gasto seja maior sem o ar.

Em resumo, isso ocorre porque andar com os vidros abertos exige mais do carro. Logo, o ar que entra na cabine empurra o veículo para trás e o força a andar para frente. Ou seja, prefira o ar nas estradas.

5. Andar na reserva

Ademais, deixar para a última hora o abastecimento só vai fazer você ir mais vezes aos postos de combustíveis. Isso porque quanto menos gasolina no tanque, mais o carro gasta. Ou seja, quanto mais espaço houver, mais o combustível evapora.

6. Carregar peso excessivo

Por fim, em uma viagem longa, qualquer peso a mais é determinante no consumo de combustível. Por isso, priorize carregar somente itens como roupas e produtos pessoais. Assim, alimentos e bebidas são exemplos de cargas que podem ser adquiridas em qualquer mercado no próprio destino de viagem.

Siga o Portal 6 no Instagram: @portal6noticias e fique por dentro de todas as novidades!

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.