PublicidadePublicidade

João de Deus é condenado a mais de 44 anos de prisão

Indenizações por danos morais para cada uma das vítimas varia entre R$ 20 mil e R$ 75 mil

Karina Ribeiro -
Imagem do médium João de Deus, condenado por abuso sexual. (Foto: Divulgação)

Justiça de Goiás condenou o médium João Teixeira de Faria, João de Deus, a mais 44 anos e 6 meses de reclusão.

O tipo de regime é inicialmente fechado pela prática de dois crimes de estupro e dois de estupro de vulnerável.

A sentença é do juiz Marcos Boechat, da comarca de Abadiânia e foi publicada nesta quinta-feira (25).

Os fatos do julgamento ocorreram entre os anos de 2009 e 2018 e envolve cinco vítimas.

Somente no caso de uma delas, o médium foi absolvido por insuficiência de provas.

Além desta punição, foram fixadas indenizações por danos morais às vítimas em valores que variam de R$ 20 mil e R$ 75 mil.

Apesar desta última decisão, João de Deus permanece em prisão domiciliar desde 14 de setembro de 2021, por conta da idade avançada e enfermidades.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.