Áudios vêm a tona e sugerem que ônibus da Real Expresso não poderia estar em circulação

Veículo bateu em viatura da Triunfo Concebra e caminhão antes de tombar na BR-153, matar seis pessoas e deixar outras 30 feridas

Karina Ribeiro -
Ônibus caiu em ribanceira na BR-153, próximo a Aparecida. (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

A filha da última passageira resgatada sem vida, Aparecida Ribeiro, do trágico acidente ocorrido na última sexta-feira (24), no km 508 da BR-153, entre Aparecida de Goiânia e Goiânia, disponibilizou à Delegacia de Investigação de Crime de Trânsito (DICT) um áudio encaminhado pela mãe há quase um mês, quando explicava que um ônibus da Real Expresso estava com problemas de frenagem.

A delegacia especializada repassou o áudio para a imprensa, mas solicitou que não fosse divulgado para não atrapalhar nas investigações.

Nele, a genitora conta que o motorista do veículo, na ocasião, havia dito que o ônibus estava apresentando um ‘probleminha’ e que, por isso, iria andar mais devagar. “Ele disse que vamos chegar aí meia-noite e meia, mas eu acho que não. Ele disse que vai tentar andar mais devagar pra chegar aí. Vamos ver, né (sic)? ”, diz o áudio de Aparecida encaminhado à filha. Neste caso, a viagem era entre São Paulo (SP) com destino à Goiânia em horário semelhante ao do acidente da véspera de Natal.

Essa informação vai ao encontro de outra relato repassado pelo próprio motorista em um grupo de profissionais momentos antes do acidente da madrugada da sexta-feira (24). Neste, ele explica que estava saindo de Araguari (MG). “Carro de São Paulo com destino à Brasília via Goiânia. Carro 11719 saindo nesse exato momento de Araguari. Observação, muita chuva e o está com problema de freio, freando só um lado, então a gente está indo mais no ‘sapatinho’ aí pra evitar transtornos maiores”, disse Edimar.

Acidente

Outras cinco pessoas morreram no acidente e cerca de 30 foram encaminhadas para o Hospital de Urgência de Goiânia (HUGO) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA´s). Informações preliminares é de que o veículo trafegava durante a madrugada na pista que estava dividida em duplo sentido em função de uma cratera que se abriu na via. O ônibus teria colidido na traseira de um veículo da concessionária Triunfo Concebra que realizava a sinalização.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.