IML recolhe corpo de influencer durante velório após grave denúncia

Determinação foi feita pela Polícia Civil e família colaborou para cumpri-la

Gabriella Licia -
Ellen Jacqueline era digital influencer e foi encontrada morta no estado em que reside. (Foto: Reprodução)

O velório da digital influencer Ellen Jacqueline, que tinha 39 anos, precisou ser interrompido por equipes do Instituto Médico Legal (IML), após determição da Polícia Civil.

O caso aconteceu na última terça-feira (29) depois que as autoridade paranaenses receberem uma denúncia anônima informando a possibilidade de uma outra causa da morte da blogueira.

Como o corpo de Ellen não apresentava marcas de violência, e foi encontrado sozinho em um hotel em Londrina (PR), ele acabou sendo liberado e velado pelos amigos e familiares.

No entanto, com a requisição de um exame cadavérico mais completo, o IML avisou à família que o corpo da influencer seria removido para a realização da necropsia.

O delegado Hernandes Alves contou ao G1 porque o cadáver da vítima precisou ser retirado durante o funeral.

“Quando surge uma dúvida dessa natureza, os investigadores têm que apurar, motivo pelo qual foi requisitado o exame de necropsia”, disse o investigador.

“O corpo foi encaminhado ao IML, com todo trâmite, com todo respeito no velório, a família também colaborou”, emendou.

Ellen foi encontrada já sem vida na última segunda-feira (28). Ela acumulava mais de 46 mil seguidores e deixou dois filhos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade