Preso após denúncias de crimes sexuais, gerente de unidade de saúde em Anápolis será exonerado

Detenção aconteceu dentro do próprio postinho e a suspeita é que existam mais vítimas

Rafaella Soares -
Ramão Teixeira Gauto foi preso e responderá por dois estupros e dois crimes de importunação sexual (Foto: Polícia Civil)

Preso na manhã desta terça-feira (05) após ser denunciado por crimes sexuais, o gerente da Unidade Básica de Saúde São José, Ramão Teixeira Gauto, de 50 anos, será exonerado do cargo.

A informação foi fornecida em primeira mão ao Portal 6 pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), que também garantiu, através de nota, que “vai auxiliar a polícia e a justiça em quaisquer demandas solicitadas para apuração dos fatos.”

A detenção do servidor público ocorreu no próprio postinho, depois que duas mulheres procuraram a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) para contar tinham sido vítimas de importunação sexual e estupro.

Os dois casos teriam acontecido, inclusive, dentro da unidade. Agora, a Polícia Civil trabalha até com a possibilidade de que existem outras possíveis vítimas.

Ramão é natural do Mato Grosso Sul e já tinha uma passagem pelo crime de estupro, registrada em 2015.

Mais detalhes da operação que resultou na prisão do gerente devem ser divulgados em breve pela delegada Isabella Joy, responsável pelo caso e titular da DEAM.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.