Sete crimes que chocaram e marcaram a sociedade anapolina em 2017

Com a exceção de apenas um caso, que permanece rodeado de mistério, todos os outros tiveram os autores e assassinos localizados em pouquíssimo tempo

Danilo Boaventura -

O ano de 2017 não foi fácil em Anápolis. Seja lá por quais motivos ou fenômenos sociais, a cidade teve inúmeros crimes que abalaram e chocaram a sociedade local. Alguns causaram grande comoção e outros encheram as pessoas de revolta.

Com a exceção de apenas um caso, que permanece rodeado de mistério, todos os outros tiveram os autores e assassinos localizados em pouquíssimo tempo, comprovando que a qualidade dos profissionais da segurança pública em Anápolis é indiscutível.

O Portal 6, numa breve retrospectiva, lembra agora os sete principais crimes que mais chocaram, mobilizaram e causaram repercussão em Anápolis neste ano.

1 – Caso Donato Gontijo

No dia 05 de fevereiro um grupo de criminosos entrou em uma casa do bairro Jundiaí,  fez a família refém e acabou matando, por pura maldade, o jovem Donato Gontijo, de 27 anos.  Dentre os criminosos estava um vizinho da vítima, que possivelmente premeditou o latrocínio. Foram levados da residência cerca de R$ 14 mil em espécie, joias e outros pertences.

Donato foi colocado de joelhos e recebeu um tiro na cabeça. Ele chegou a ser socorrido pelo Samu e levado para o Hospital de Urgências de Anápolis (HUAna), mas não resistiu. Em pouco tempo a polícia encontrou e prendeu todos eles, que já até estiveram frente a frente com juiz.

https://portal6.com.br/2017/02/06/assassinato-cruel-de-jovem-em-anapolis-causa-revolta-nas-redes-sociais/

2 – Sequestro e morte de transexual

Emanuelle Muniz Gomes, de 21 anos, foi sequestrada na porta de uma boate, no dia 26 de fevereiro, no bairro Jundiaí. Quatro homens a puxaram para dentro de um carro. O objetivo deles era estuprá-la. Quando perceberam que ela tinha genitália, resolveram matá-la. E assim fizeram com muita violência. A transexual foi levada para um matagal e assassinada a pedradas. A mãe dela, que estava presente no momento do sequestro, foi quem achou o corpo. No dia 02 de maio, após uma diligente investigação, o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) prendeu e apresentou os criminosos à imprensa.

https://portal6.com.br/2017/02/27/queria-ela-aqui-comigo-diz-mae-de-transexual-morta-violentamente-em-anapolis/

3 – Universitária assassinada no Centro

Rayane Araujo da Silva, de 26 anos, foi assassinada com vários disparos dentro de uma borracharia na Rua 14 de Julho, no Centro de Anápolis, na manhã do dia 06 de abril. O autor do crime, Daniel Hermes Pinto, se apresentou um dia depois à Polícia Civil. Ele era ex-namorado de Rayane e não aceitava o fim do relacionamento. Estudante do 3º período de farmácia da Faculdade Metropolitana de Anápolis (FAMA), a vítima também trabalhava na Neo Química.

https://portal6.com.br/2017/04/06/assassinato-de-universitaria-no-centro-de-anapolis-causa-comocao-nas-redes-sociais/

4 – Caso Elson e Edmar

No final de abril, Elson Abreu e Edmar Almeida, que administravam o restaurante Vesúvio, foram à uma chácara no Lago de Corumbá 4 para nunca mais voltar. Elson foi achado primeiro e Edmar alguns dias depois. A burocracia da Polícia Civil deixou a investigação parada por vários meses. A casa e a motivação da morte dos empresários permanece um mistério.

https://portal6.com.br/2017/04/28/buscas-por-dono-do-restaurante-vesuvio-continuarao-neste-final-de-semana/

5 –  Assassinato de veterinário no trevo da Havan

Dirigindo uma caminhonete no fim de noite do dia 07 de outubro, o médico veterinário João Paulo Alarcão foi abordado por dois homens em uma motocicleta, próximo ao trevo da Havan. Os criminosos queriam levar a assaltá-lo. Não conseguiram levar levar o veículo, mas balearam João Paulo. Os pais dele, que estavam no veículo, nada sofreram. Mesmo ferido, o veterinário ainda tentou dirigir, mas acabou batendo no canteiro da Avenida JK, na altura da Construana. Dois dias depois, o serviço de inteligência da Polícia Militar conseguiu localizar e prender os autores do assassinato.

6 – Casal encontrado morto no Santorini

No dia 09 de outubro uma notícia abalava a cidade durante a tarde. Márcio Rodrigues Borges, de 46 anos, não aceitou o fim do relacionamento, levou  Maira Gomes Vila Nova, de 52 anos, para o Santorini Motel, a matou e sem seguida tirou a própria vida.

7- Sequestro de motorista da Uber

No dia 30 de novembro Cleyton da Silva Nascimento, de 30 anos, aceitou fazer uma viagem por fora do aplicativo da Uber. Após pegar dois clientes no Setor Privê do Campo, ele foi roubado e amarrado na zona rural do distrito de Interlândia. Familiares, amigos e a Polícia Militar o encontraram no outro dia com hipotermia. Os dois bandidos foram presos. Um deles é menor de idade.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.