Portal 6

Atiradores pouparam esposa e bebê de motorista de aplicativo em Anápolis

(Foto: Jonathan Cavalcante)

Linha de investigação levanta hipótese que explicaria a presença deles no carro e o porque ela e o filho não foram baleados

A Polícia Civil deve ouvir Felipe dos Santos nas próximas horas. O jovem de 20 anos recém saiu da cadeia pública de Anápolis e não foi o único sobrevivente dos disparos que mataram o amigo dele, Washington Vitor Leite Batista, de 30 anos, que era motorista de aplicativo na cidade.

Segundo o titular do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), delegado Vander Coelho, a esposa e um bebê, filho do motorista vítima, estavam no banco de trás do veículo e não foram alvo dos atiradores.

A revelação foi feita ao jornalista Jonathan Cavalcante, da Rádio São Francisco FM, na manhã desta quarta-feira (11).

Segundo o delegado, o motorista, assim como Felipe dos Santos, tinha ancetecentes criminais. No dia do crime, que ocorreu no final da noite da ultima segunda-feira (09), ele teria aceitado a corrida por fora do aplicativo ciente de que o amigo queria negociar o valor de uma droga.

Levar esposa e filho, inclusive, pode ter sido calculado para não chamar atenção da Polícia Militar.

“Provavelmente até para dissuadir a ação dos policiais vendo uma família no veículo”, disse Vander Coelho.

Cálculo também teriam feito os atiradores, conforme a linha de investigação da Polícia Civil.

“Essa transação foi mal sucedida. Era uma emboscada. Assim que chegaram lá, ao se indentificar como Felipe, o indivíduo do outro lado já efetuou vários disparos, atingindo tanto ele quanto o motorista”, detalhou o delegado.

Washington Vitor morreu dentro carro e o amigo, baleado de raspão na cabeça e braço, foi levado consciente para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA).

No mesmo dia, Felipe dos Santos foi ouvido informalmente pela equipe do GIH.

“A gente espera que no prazo mais breve possível a gente possa ter elucidado esse crime e prendido os autores”, adiantou Vander Coelho.

Polícia Civil já sabe porque motorista de aplicativo foi assassinado em Anápolis

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.