PublicidadePublicidade

Por que voltar para o grau leve da matriz de risco foi inevitável

20 Minutos também falou sobre o inacreditável acúmulo de vacinas da AstraZeneca e a corrida dos políticos da cidade para tentar impor uma agenda positiva

Caio Henrique Caio Henrique -
(Foto: Divulgação/Secom)

Desde sexta-feira (07), Anápolis passou para a situação mais próxima do “normal” no que diz respeito à nova realidade da pandemia da Covid-19.

Os protocolos foram ainda mais flexibilizados para que a cidade entrasse no grau leve da matriz de risco, a estratégia da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) para lidar com a crise sanitária.

Há quem veja esse recuo por parte da Prefeitura como um perigo, mas o 10° e último episódio do 20 Minutos explica porque ele foi inevitável.

PublicidadePublicidade

O podcast do Portal 6 também falou sobre o inacreditável acúmulo de vacinas da AstraZeneca e a corrida dos políticos da cidade para tentar impor uma agenda positiva com vistas à eleição de 2022.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade