PublicidadePublicidade

Isabella Freire pode ser solta imediatamente se pagar fiança de alto valor

Único crime pelo qual a estudante já pôde ser autuada tem pena reduzida de apenas quatro anos. Prisão preventiva dependerá de mais provas

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -
Grupo de Investigação de Homicídios, na sede da 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Anápolis. (Foto: Danilo Boaventura)

Atualizada pelo editor às 21h52

Se mantida pelo Judiciário, a prisão em flagrante de Isabella Freire por ocultação de cadáver, antes arbitrada em R$ 50 mil pela Polícia Civil, pode ser revertida para que ela responda em liberdade pelo único crime pelo qual já foi autuada.

O prazo de 48h, que começa a valer a partir do momento em que ela deu entrada na cadeia, deve se encerrar nesta sexta-feira (14).

PublicidadePublicidade

Por enquanto, a jovem não responde pelo crime de homicídio qualificado nem de infanticídio porque o laudo cadavérico que deve ser entregue pela perícia ainda não ficou pronto.

Com o documento, é possível vislumbrar se a criança morreu antes de ser jogada no lote baldio ou se a óbito ocorreu por causa do fogo.

O resultado da necrópsia também permitirá que o inquérito avance e uma prisão preventiva seja solicitada pela Polícia Civil ou Ministério Público.

Tudo sobre o que já se sabe sobre o caso Isabella Freire

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade