Esses são os sintomas que indicam que você está viciado em WhatsApp

Não há estudo científico que afirme isso com precisão, mas há alguns sintomas que podem ajudar no diagnóstico

Anna Júlia Steckelberg -
Esses são os sintomas que indicam que você está viciado em WhatsApp
Um dos fatores determinantes contra os vícios é que nosso cérebro nos dá uma “sensação agradável” depois de fazer ou consumir o produto viciante. (Foto: Reprodução)

Por mais que não exista um consenso científico sobre a existência de um vício em WhatsApp, milhares de pessoas no mundo usam a plataforma de mensagens todos os dias. Logo, isso é motivo suficiente para buscar a identificação de comportamentos que podem apontar se alguém está ou não viciado em WhatsApp. Vamos entender melhor! 

Primeiramente, depois que a Organização Mundial da Saúde (OMS) relatou a existência de um “ vício em videogame” e, na era moderna o vício em celular, logo veio a preocupação para os usuários do aplicativo.

Basicamente, um dos fatores determinantes contra os vícios é que nosso cérebro nos dá uma “sensação agradável” depois de fazer ou consumir alguma coisa. Por exemplo, se o que acontece com o tabaco ou o álcool também ocorrer ao ler mensagens do WhatsApp.

Vale lembrar que nem todos os usuários da plataforma são viciados e não é o WhatsApp que gera a dependência: é a natureza humana.

Estou viciado em WhatsApp?

O primeiro sintoma a ser observado é quando você passa a deixar de fazer algo importante para ficar trocando mensagens através do aplicativo.Logo, à medida que aumenta o grau de dependência, novos sinais podem surgir.

Por exemplo, esquecimento das horas de sono, negligência dos cuidados pessoais e alimentação. Além disso, crises de ansiedade por não conseguir limitar o seu uso e isolar-se das interações com o ambiente direto .

Da mesma forma, comportamentos disfóricos, irritabilidade, tédio, solidão, raiva e nervosismo também podem ocorrer. Ademais, altos níveis de ansiedade, depressão, fadiga, distúrbios de concentração ou memória.

Por fim, é importante ressaltar que qualquer vício deve ser diagnosticado por um especialista. Mas como usuários do WhatsApp podemos ficar atentos para saber quando é necessário ir ao médico para uma possível dependência da plataforma de mensagens.

Confira também:

Siga o Portal 6 no Instagram: @portal6noticias e fique por dentro de todas as novidades!

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.