Portal 6

Ônibus em Goiás com pontos de energia elétrica poderá se tornar realidade em breve

(Foto: Reprodução)

Proposta é atender gratuitamente os usuários do transporte coletivo durante o trajeto

Tramita na Assembleia Legislativa o projeto de lei nº 3020/19, de autoria da deputada Lêda Borges (PSDB), que torna obrigatória a implantação de pontos de energia elétrica na parte interna dos ônibus, com a finalidade de atender usuários do sistema de transporte em seus deslocamentos que, em algumas ocasiões, se veem impossibilitados de se comunicar por conta do esgotamento da bateria de seus dispositivos móveis.

A inserção dos pontos de energia deve acontecer, segundo a proposta, em todos os ônibus que atendam ao serviço de transporte rodoviário coletivo intermunicipal e metropolitano de passageiros, no âmbito do Estado de Goiás e das regiões metropolitanas.

De acordo com a Lêda Borges, a energia elétrica deve ser preferencialmente proveniente de fontes renováveis, com uso de células fotovoltaicas ou outro meio de geração no próprio ambiente quando se tratar de ambiente externo ao ônibus.

A deputada acrescenta em seu projeto que a instalação deve atender aos princípios de segurança e universalidade, permitindo o uso gratuito por parte de qualquer cidadão que tenha necessidade de recarregar seus dispositivos móveis durante seu trajeto.

“A possibilidade de recarregar celulares, tablets e notebooks, por exemplo, já é uma realidade em muitas cidades do mundo e, dessa forma, o que se pretende é atender demandas que por vezes podem ser fundamentais não só ao usuário, mas também ao coletivo, uma vez que permite a utilização de aplicativos que indicam as condições do trânsito, itinerários, chegadas e partidas de ônibus”, explica.

A matéria já está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Casa e será relatada pelo deputado Hélio de Sousa (PSDB).

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.