Portal 6

Restruturação da saúde completa 1 ano com Roberto inaugurando central de medicamentos

(Foto: Bruno Velasco)

Local é o maior e mais moderno do estado de Goiás. ‘Aonde estão o PT e os haters da internet? [Eles] não têm mais assunto’, disse o prefeito

A inauguração da nova sede da Central de Assistência Farmacêutica de Anápolis (CAFA), o maior e mais moderno do estado de Goiás, ganhou contornos de celebração e menções elogiosas do prefeito Roberto Naves (sem partido) à equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) na manhã desta quinta-feira (07).

Há um ano, o Executivo Municipal promovia a chamada ‘Restruturação da Saúde’, medida que mexeria com praticamente toda a rede e que visava otimizar recursos, agilizar e melhorar o atendimento ao público.

Muito criticada pela oposição, sobretudo por transferir atendimentos de lugar, as mudanças são vistas agora como acerto por parte do governo – como a UPA Pediátrica, atendimento extendido às 22h em UBS’s e mais recentemente o agendamento de consultas e exames pelo WhatsApp.

‘Aonde estão o PT e os haters da internet? [Eles] não têm mais assunto. Só divulgam propaganda de supermercado. Antes colocavam gente para sentar no chão na UPA, sendo que tinha cadeira, para filmar e jogar nas redes”, disse o prefeito.

“Vocês [servidores] viviam apanhando. Quando vezes vi várias de vocês chorando pensando que não iam dar conta. Vocês acreditaram e tiveram coragem”, parabenizou.

Modernização

Durante discurso de inauguração, Roberto também não deixou de mencionar como estava a gestão de medicamentos quando ele assumiu a Prefeitura, em janeiro de 2017.

“Ainda no primeiro mês da nossa gestão visitei a central de medicamentos e me deparei com um verdadeiro descaso. Medicamentos vencidos, jogados em qualquer lugar e sem nenhum controle. Fiz o compromisso de informatizar todo o sistema e disponibilizar um ambiente adequado para armazenar todo o estoque”, destacou.

“A informatização já está em funcionamento e hoje entregamos um espaço de 1.300 m² para estocar todos os medicamentos, com controle automatizado de entrada e saída. Com o novo sistema, é possível inclusive calcular quando o estoque vai acabar, para que a compra possa ser planejada”, emendou Roberto.

Segundo ele, com as recentes aquisições feitas, o sistema público de saúde anapolino passou a dispor de equipamentos digitalizados e mais modernos que a rede privada da cidade, como os de raio X e mamógrafo, responsável por zerar a fila de espera pelo procedimento.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.