PublicidadePublicidade

Pipas nas redes elétricas de Anápolis ajudaram a deixar mais de 37 mil famílias sem energia

Enel afirma que cuidados precisam ser tomados porque atividade também pode provocar curtos-circuitos e até choques

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

A Enel divulgou nesta quarta-feira (07) que as pipas que atingem as redes elétricas foram um dos principais motivos para que mais de 37 mil famílias ficassem sem energia por alguns períodos, entre os meses de janeiro e junho deste ano, em Goiás.

De acordo com a companhia, Anápolis é a terceira cidade com o maior número de ocorrências desta natureza, ficando atrás somente de Goiânia e Aparecida de Goiânia.

Uma das maiores preocupações é que, além dos rompimentos dos cabos, as linhas que se enroscam nas fiações podem provocar desgastes, resultando em curtos-circuitos e até mesmo em casos mais graves, como choques elétricos.

PublicidadePublicidade

“É importante reforçar os riscos de se empinar pipa próximo da rede elétricas e a necessidade de os pais orientarem as crianças e os adolescentes sobre os cuidados necessários”, afirmou Ícaro Barros, responsável pela Operação e Manutenção da Enel Goiás.

Em casos de acidentes, a empresa recomenda que o espaço seja devidamente isolado para que outras pessoas não se aproximem. O Corpo de Bombeiros também deve ser acionado pelo 193.

Já em casos em que objetos ou pessoas estejam em contato com os fios, deve-se esperar até que profissionais capacitados cheguem para assegurar que não há mais riscos.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade