Atlético-GO e Vila Nova demitem treinadores após derrotas pelo Brasileirão

No Dragão, Umberto Louzer caiu ainda em Belo Horizonte depois da derrota para o Atlético-MG. Higo Magalhães teve demissão comunicada neste domingo

Rafael Tomazeti -
Foto: Bruno Corsino/ACG

Atlético-GO e Vila Nova decidiram trocar os treinadores para a sequência do Campeonato Brasileiro depois das derrotas na noite deste sábado (14).

O Dragão perdeu para o Atlético-MG, atual campeão da Série A, no Independência, por 2 a 0, e decidiu pela demissão do técnico Umberto Louzer.

O profissional ficou pouco mais de três meses no clube rubro-negro. Ele chegou ao Antônio Accioly em fevereiro e conquistou o título do Campeonato Goiano. No Brasileirão, porém, o Atlético-GO é o penúltimo colocado.

Ele dirigiu o Dragão em 22 partidas, com 10 vitórias, oito empates e quatro derrotas. O aproveitamento foi de 57%.

O auxiliar Felipe Endres também foi desligado. A diretoria deve indicar um interino para comandar o time na terça-feira (17), contra o Antofagasta, pela Copa Sul-Americana.

O Vila Nova, por sua vez, comunicou na tarde deste domingo (15) a demissão de Higo Magalhães. Na noite anterior, o Tigre foi presa fácil e perdeu para o Sampaio Corrêa por 2 a 0, resultado que colocou os colorados à beira do Z-4.

Nesta passagem, Magalhães comandou o Vila em 50 partidas, com 20 vitórias, 21 empates e nove derrotas, num aproveitamento de 54%.

Higo assumiu o comando interino em agosto do ano passado, depois que o então treinador Hemerson Maria pediu demissão com críticas aos jogadores colorados. Logo na estreia dele, o Tigre venceu o Avaí por 1 a 0 no OBA.

Ao todo, no período entre interino e efetivo, foram 62 jogos, com 23 vitórias, 25 empates e 14 derrotas. O aproveitamento foi de 50,5%.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade