Portal 6

Mais uma criança foge de orfanato evangélico em Anápolis

(Foto: Reprodução)

Registrado na Polícia Civil, caso ocorre dois dias após menores serem encontrados com fome e frio no Parque Ipiranga

Uma criança de 11 anos está desaparecida desde sábado (27), depois de fugir do Instituto Cristão Evangélico de Goiás, localizado no Jardim das Américas 1ª Etapa, na região Nordeste de Anápolis.

Consta no Boletim de Ocorrência, registrado pela coordenadora geral da unidade, que o garotinho foi visto pela última vez por volta de 12h. No entanto, o caso só foi denunciado às 09h15 do domingo (28).

Registros da Polícia Civil apontam que a criança já escapou outras três vezes, inclusive na última quinta-feira (25), quando outros menores saíram escondidos do instituto e afirmaram que estavam sendo maltratados no local.

Na ocasião, eles foram encontrados com frio no Parque Ipiranga por pessoas que faziam caminhada. Acionada, a Polícia Militar se juntou com populares e vigias para comprar café da manhã para todos.

Ao Portal 6, a Polícia Civil também informou que, até a manhã desta segunda-feira (29), ninguém do Instituto esteve novamente na delegacia para avisar se o garoto havia sido encontrado.

Em tempo

Presidente do Instituto Cristão Evangélico de Goiás desde o início de 2019, Felipe Rodrigues também não comentou o paradeiro da criança. Ele alegou à reportagem que há “medidas legais” que o impedem de falar sobre os menores do local.

Mesmo com as fugas registradas em um período tão curto de tempo, ele afirma que os menores são bem tratados, acompanhadas pelo Ministério Público e recebem constantemente visitas de médicos e professores, que realizam consultas e ajudam nas atividades escolares.

“Estamos oferecendo de tudo. Queremos que essas crianças tenham prazer em dizer no futuro que alguém cuidou delas. Problemas todos temos, somos humanos, mas não temos prisioneiros aqui. Todos podem pedir para sair e levamos. Não seguramos porque não podemos ter contato físico com eles. Comecei aqui agora e não garanto o passado, mas mudamos o hoje”, afirmou.

“Acreditamos que a educação é a base para o futuro. Temos muitos parceiros, levamos as crianças para projetos e temos cuidadores 24 horas. As cozinheiras fazem todo dia café, almoço, merenda, janta e, até depois do jantar, eles recebem um lanche noturno. Também temos uma lavanderia que funciona lavando e passando as roupas deles. Eles não fazem esses serviços porque temos pessoas para isso. A gente investe alto e tem demonstrado amor com essas crianças e adolescentes porque o resumo de tudo é o amor”, completou.

Menores contam porque decidiram fugir de orfanato em Anápolis

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.