PublicidadePublicidade

Potencial universitário pode ajudar a alavancar Anápolis para a próxima década

Professor Marcos Professor Marcos -
(Foto: Divulgação)

Um dos desafios da sociedade contemporânea é utilizar todo o arsenal científico e tecnológico para o desenvolvimento humano individual e coletivo.

O conceito de cidades inteligentes se constitui pela articulação de avanços e possibilidades que proporcionem a melhoria nos serviços públicos e no atendimento aos cidadãos.

Anápolis, com UEG, IFG, UniEvangÉlica e outras instituições pode ser timoneira neste campo no Centro-Oeste, aliando pesquisa, inovação e democratização de acesso e oportunidades.

Essa articulação será possível quando poder público e sociedade civil perceberem a potencialidade da união de esforços no sentido de criar/ inovar para garantir qualidade de vida, serviços qualificados e informatização dos atendimentos.

Podemos muito! Anápolis é uma cidade de pessoas criativas e inovadoras, com tradição acadêmica e inventiva. Precisamos pensar Anápolis para a próxima década.

Marcos Carvalho é professor, psicólogo e servidor público federal. Atualmente vereador em Anápolis pelo Partido dos Trabalhadores. Escreve todas às terças-feiras. Siga-o no Instagram.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as visões do Portal 6.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade