Fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados de Goiânia está próximo de acontecer

Expectativa é de que a capital siga orientação da SES, que na última semana publicou um documento recomendando a medida

Augusto Araújo -
Administração Municipal deverá seguir a nota técnica da Secretaria Estadual de Saúde. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Após assinar uma lei que desobriga a utilização de máscaras em locais abertos, o fim da obrigatoriedade delas em locais fechados está próxima de acontecer.

Na última semana, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) publicou um documento recomendando que elas sejam abolidas em ambientes fechados que não gerem aglomeração.

Diante deste cenário, existe a expectativa de que a capital siga a orientação da SES. Ao Portal 6, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia, informou que novas medidas sobre o uso do equipamento de proteção facial devem ser tomadas.

A pasta adiantou que o assunto deve ser debatido nos próximos dias pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) Municipal. Da discussão deve sair uma nova Nota Técnica, seguida de decreto.

Grandes eventos voltam a ganhar força na capital

A medida impulsionará a realização de grandes eventos na capital. Para o mês de abril estão previstos dois grandes eventos musicais: o show da dupla Hugo e Guilherme, no estacionamento do Serra Dourada, e o “Viiixe Forró e Piseiro”, no shopping Passeio das Águas.

Covid-19 em Goiânia

Conforme os dados da SES, a capital goiana possuía, nesta terça-feira (29), 36 pacientes internados em UTIs específicas para Covid-19. Isso corresponde a 26,6% das 135 vagas disponíveis para esta modalidade de internação.

Além disso, nas enfermarias, dos 217 leitos ofertados para pessoas com o coronavírus, apenas 40 estão em uso, o que indica uma taxa de ocupação de 34,18%.

Este panorama é bem diferente da mesma época de 2021. Em 29 de março do ano passado, 617 das 622 vagas (99,1%) para UTI de Covid-19 estavam ocupadas em Goiânia.

Além disso, dos 628 leitos oferecidos para a população, 518 (82,4%) estavam em uso por pacientes infectados pelo coronavírus.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade