Laudo indicará se advogada grávida de gêmeas morreu de dengue hemorrágica

Profissional, que estava no sexto mês de gestação, era sobrinha da ex-vereadora Geli Sanches

Lucas Tavares -
Hospital Santa Bárbara, no setor Jardim Europa, em Goiânia. (Foto: Captura/Google Street View)

Os moradores de Silvânia, internautas e toda a família da advogada Nathany Sanches Batista, de 33 anos, estão devastados com a morte repentina da jovem, que estava grávida de gêmeas.

Ela já se encontrava no sexto mês de gestação, quando inesperadamente, na quarta-feira (04) começou a passar mal e sentir uma forte febre.

Na quinta-feira (05), Nathany foi internada em uma clínica de Goiânia, mas acabou perdendo uma bebê no começo da tarde.

No final do dia, por conta de uma infecção e hemorragia, ela teve de ser transferida para o Hospital Santa Bárbara, porém, não resistiu e morreu na manhã de sexta-feira (06). Nenhuma das gêmeas sobreviveu.

A causa da morte ainda não foi confirmada, mas por haver a suspeita de dengue hemorrágica, a família aguarda um laudo do Instituto Médico Legal (IML), que deve sair em até seis meses.

Nas redes sociais, centenas de pessoas se solidarizaram aos familiares, com mensagens de carinho e conforto.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade