PublicidadePublicidade

Ministro do STJ determina que Fabrício Queiroz volte para prisão

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro é apontado como o operador financeiro do esquema das "rachadinhas" do então deputado

Da Redação Da Redação -

Decisão do ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), proferida na noite desta quinta-feira (13) revogou a prisão domiciliar de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PRB-RJ).

A medida também atinge a esposa dele Márcia Aguiar, que por muito tempo ficou foragida e agora deve ser presa assim como Queiroz ficou antes da liminar concedida pelo presidente do STJ João Otávio Noronha durante o plantão do Judiciário no início de julho.

No seu despacho, Félix Fischer também determinou que o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro analise com urgência a situação do casal. O ministro atendeu a um pedido do subprocurador-geral da República Roberto Luís Oppermann Thomé.

PublicidadePublicidade

Queiroz é apontado como operador financeiro do esquema das “rachadinhas” que ocorria no gabinete de Flávio Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) enquanto deputado. Tanto Queiroz quanto o parlamentar negam as acusações.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade