PublicidadePublicidade

A vida e morte de Lázaro Barbosa: veja a linha do tempo dos crimes e fuga

Reportagem especial do Portal 6 relembra o passado dele e como foram os 20 dias de trabalho das forças policiais para encontrá-lo

Rafaella Soares Rafaella Soares -
(Foto: Divulgação)

Morto nesta segunda-feira (28), aos 32 anos, após confrontar forças policiais e ser atingido por vários disparos de arma de fogo, em Águas Lindas de Goiás, Lázaro Barbosa conseguiu fugir por 20 dias.

Ele chegou a ser socorrido e vídeos mostram o momento em que dá entrada em um hospital local, com a cabeça coberta, para receber atendimento médico. Lá, o óbito foi confirmado.

A mega operação para capturá-l0 contou com a participação de mais de 200 agentes militares, civis, federais e rodoviários federais, que montaram base no município de Girassol para realizar buscas durante os dias e noites.

Equipes do Corpo de Bombeiros também estiveram no local ajudando a força-tarefa, que teve ainda apoio de cães farejadores, drones e helicópteros.

(Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Ao longo desses últimos 20 dias, Lázaro invadiu pelo menos 11 fazendas, baleou três moradores de Cocalzinho, fez uma família de refém, trocou tiros e atirou em dois policiais militares e um oficial da Força Aérea Brasileira (FAB).

A seguir, o Portal 6 mostra em linha do tempo os crimes cometidos pelo maníaco e os passos que ele deu enquanto esteve foragido em Goiás.

2008

Lázaro foi detido pela primeira vez em 2008 acusado de um duplo homicídio, na Bahia. Na ocasião, ele acabou com a vida de um amigo e de um desafeto e conseguiu se esconder da polícia local por 09 dias. Por fim, acabou se entregando e, em poucos dias, fugiu novamente da cadeia.

2010 – 2016

Foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília, suspeito de roubo seguido de estupro. Chegou a ter a prisão convertida para o regime semiaberto no começo de 2014 e permaneceu detido por mais dois anos, conseguindo escapar em março de 2016. Na época, foi beneficiado com uma saidinha de Páscoa e não retornou.

2018

Voltou a ser preso, desta vez em Águas Lindas de Goiás, por ter em aberto três mandados de prisão por homicídio qualificado, porte ilegal de arma, estupro e roubo. Conseguiu fugir após quatro meses, depois de fazer um buraco no teto da cela com mais cinco presos. Os servidores conseguiram evitar a fuga dos outros detentos.

2020

Foi indiciado por tentativa de latrocínio após invadir uma chácara em Santo Antônio do Descoberto e fazer os moradores de reféns. No dia do crime, golpeou um idoso com um machado. A vítima sobreviveu, mas ainda possui sequelas. Já o autor foi flagrado por câmeras de segurança.

(Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

2021

Este foi o ano com mais registros de crimes cometidos pelo maníaco. O primeiro foi em abril, quando ele invadiu uma casa em Sol Nascente (DF), trancou pai e filho dentro de um quarto e estuprou a mulher em um matagal.

No mês seguinte, fez outra família de refém na mesma região e fez todos ficarem nus. Depois, prendeu os homens em um cômodo da residência e obrigou as mulheres a cozinharem e servir um jantar.

Já neste mês de junho, no último dia 09, ele era suspeito de ter invadido uma chácara em Ceilândia (DF) e matado um casal e dois filhos. Em seguida, roubou outra chácara e rendeu o caseiro e a filha.

Histórico das buscas

– Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás após os crimes no DF e, apenas no dia 12, atirou em três pessoas, invadiu algumas fazendas e, na tentativa de escapar, colocou fogo em uma delas.

– No dia 13, ainda empreendendo fuga, furtou um carro. Ele abandonou o veículo na BR-070 e fugiu pela mata depois de ver que havia um cerco policial na rodovia.

– Posteriormente, nos dias 14 e 15, trocou tiros com um caseiro, atingiu dois policiais que estavam nas buscas e fez uma outra família de refém, em Edilândia.

– Entre os dias 17 e 23, foram registradas novas trocas de tiros e as forças policiais tiveram de mudar a base de operação e readaptar a tática das buscas, para continuar procurando ao mesmo tempo em que atendiam às várias denúncias de moradores que afirmaram tê-lo visto.

– No final da noite da última quinta-feira (24), dois homens foram detidos suspeitos de ajudarem na fuja. Um deles, Alain Reis de Santana, que trabalhava como caseiro, contou detalhes para polícia sobre como o patrão teria ajudado Lázaro se esconder por cinco dias, dando local para dormir e se alimentar.

– Já na madrugada desta segunda (28), as equipes receberam denúncias de que o maníaco estava escondido na casa da sogra, em Águas Lindas. As buscas foram intensificadas no local e ele foi encontrado em uma mata. Lá foi onde ocorreu o novo confronto e ele foi ferido.

Tudo sobre a captura morte de Lázaro Barbosa nesta segunda-feira (28)

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade