Às escondidas, pastor de Anápolis registra bebezinha como filha sem autorização da mãe

Mulher já havia negado proposta e caso agora deverá ser investigado pela Polícia Civil

Da Redação -
Avenida Fernando Costa, na Vila Jaiara. (Foto: Reprodução)

Uma situação para lá de atípica e complicada deverá ser investigada pela Polícia Civil de Anápolis nos próximos dias, depois de uma recém-nascida ter sido registrada por um “estranho”.

O Portal 6 apurou que a mãe da criança, de 34 anos, há cerca de duas semanas, foi em uma igreja da Vila Jaiara, região Norte da cidade, e acabou sendo apresentada a um homem que se identificou como sendo um pastor.

Ela estava na fase final da gestação, havia se separado há alguns meses do pai do bebê, e o líder religioso teria se prontificado a assumir a garotinha que estava para chegar, desde que os dois tivessem um relacionamento.

Na ocasião, a moça teria rejeitado, alegando que era tudo muito recente e os dois precisariam se conhecer melhor antes de tomar uma decisão tão séria.

Durante a preparação para as festividades do Réveillon, a gestante entrou em trabalho de parto e o pastor teria se oferecido para levá-la ao hospital. E foi quando o maior problema ocorreu.

Enquanto a mulher descansava do parto, o homem teria pego os documentos dela escondido e ido ao cartório para registrar a bebê como sendo filha dele, mas sem a autorização da mãe.

Ao descobrir, a vítima ainda teria pedido para que retornassem ao local para tentar desfazer o documento, mas o homem teria recusado.

Agora, o caso já foi devidamente registrado e deverá ser acompanhada pelas autoridades policiais.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.