Município goiano recebe punição da Justiça após criança ter dedo decepado dentro da escola

Criança chegou a ser socorrida, mas osso exposto necrosou e foi necessário fazer a amputação

Karina Ribeiro -
Escola Municipal Floriano de Carvalho (Foto: Reprodução)

Durante uma aula de educação física, um aluno da Escola Municipal Floriano de Carvalho, do município de Itumbiara, região Sul do estado, teve o quinto dedo da mão direita decepado. O caso ocorreu por volta das 10h do dia 02 de agosto de 2018.

Segundo a ação, a bola utilizada na atividade física da escola, foi jogada por cima do muro da quadra, momento em que o estudante escalou a estrutura metálica de sustentação para ver se ela tinha ficado presa entre o muro e a tela de contenção ou no lote vizinho.

Ao verificar que a bola não tinha ficada presa, pulou para descer, quando o dedo mínimo foi decepado.

PublicidadePublicidade

Ele chegou a ser socorrido pelas coordenadoras da escola, que envolveram a mão do garoto em uma toalha, a parte do dedo amputado dentro de um saco plástico com gelo, e o conduziram para o Hospital Municipal Modesto de Carvalho e, posteriormente, para o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO).

Apesar de toda a dedicação da equipe médica, houve necrose do osso exposto e foi necessário amputar.

Por ‘omissão dos agentes de na manutenção da segurança da escola’, o magistrado Alessandro Luiz de Souza, da Vara de Fazendas Públicas e de Registros Públicos da comarca do município, sentenciou a indenização de R$ 20 mil por danos morais, R$ 10 mil por danos estéticos, além de R$ 511,23 pelos danos materiais.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.