Árbitro é vítima de racismo durante partida de futebol

Em relato, vítima afirmou que ofensas foram proferidas após marcar uma falta cometida por um jogador

Gabriella Pinheiro -
Árbitro de futebol Leonardo Trindade. (Foto: Arquivo Pessoal)

Um torcedor de 38 anos foi preso em Rio Verde, no Sudoeste de Goiás, suspeito de cometer racismo contra o árbitro de futebol Leonardo Trindade, de 43 anos.

O caso aconteceu neste domingo (08), após o profissional marcar uma falta durante a partida e, logo em seguida, escutar o grito do homem.

“Seu ladrão, macaco, preto, urubu”, falou.

Em relato à Polícia Militar (PM), a vítima ainda afirmou que o suspeito teria repetido o xingamento dizendo que: “É para você mesmo, seu ladrão, preto”.

Ao G1, Leonardo afirmou que mesmo constrangido com a situação, optou por continuar o jogo até a chegada das autoridades.

“É uma coisa que a gente fica até em choque. Vemos acontecendo em outros estádios, mas nunca achamos que vai acontecer com a gente. […] O cidadão está detido na CPP. É um lugar bom para ele pensar no que ele fez”, diz.

A Polícia Militar prendeu o autor do crime e o levou à delegacia, onde foi feita a denúncia e o suspeito ficou detido.

De acordo com a corporação, outras duas testemunhas que estavam no lugar contaram a mesma história descrita pelo árbitro em depoimento.

O episódio ocorreu no mesmo dia em que Felipe Bastos, jogador da equipe do Goiás, afirmou ter sido vítima de racismo ao ser chamado repetidamente de “macaco” durante a partida contra o Atlético Goianiense.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade