Após dormir na prisão, Justiça concede habeas corpus a Marconi Perillo

Ex-governador ficou menos de 24h preso e passou a noite em uma sala improvisada na Polícia Federal

Danilo Boaventura -

Foi concedido pela Justiça Federal, no início da tarde desta quinta-feira (11), um habeas corpus ao ex-governador Marconi Perillo (PSDB), preso ontem (10) após prestar depoimento na sede da Polícia Federal de Goiânia,

A prisão do tucano foi um desdobramento da Operação Cash Delivery, na qual ele está implicado juntamente com outras pessoas ligadas a seu partido.

Ao confirmar a liminar que mandou soltar Marconi, o advogado Antônio Carlos Almeida, mais conhecido como Kakay, disse que esta medida vem reparar uma prisão, que, nas palavras dele, é “ilegal”.

“Como adiantamos desde o primeiro momento a prisão era ilegal, arbitrária e infundada e de certa maneira afrontava outras decisões de liberdade que já foram concedidas nesta mesma operação. A defesa não tem nenhuma preocupação com os fatos investigados e temos absoluta convicção na inocência plena do Marconi”.

Marconi ficou menos de 24h preso e passou a noite em uma sala improvisada na Polícia Federal.

Em tempo

O principal foco da Cash Delivery é apurar repasses indevidos na ordem de R$ 12 milhões para agentes públicos em Goiás, a partir da delação de executivos da construtora Odebrecht.

Segundo a Polícia Federal, empresários e doleiros também estão sendo investigados pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.