Jovem goiano supera limitações da paralisia cerebral e disputa vaga em mundial na Dinamarca

Atleta já contabiliza conquistas meritórias, como 1º e 2º lugar no ranking de adestramento em Brasília

Pedro Hara -
Goiano é um dos favoritos para conquistar vaga no Campeonato Mundial da modalidade em 2022 (Foto: Acervo Pessoal)

Aos 21 anos, Maykon Douglas Marques é um exemplo de que o esporte pode mudar vidas.

Natural de Jussara, no Oeste goiano, ele descobriu no Adestramento Paraequestre uma maneira de superar a paralisia cerebral que o acompanha desde o nascimento.

Durante o parto, Maykon sofreu com a falta de oxigenação no cérebro.

PublicidadePublicidade

No entanto, ele superou as limitações e agora desponta como um dos principais nomes para representar o Brasil no Campeonato Mundial da modalidade, que será disputado em 2022, na Dinamarca.

Para se classificar, Maykon precisa alcançar bons resultados no Campeonato Brasileiro de Adestramento Paraequestre. A competição será disputada entre os dias 04 e 07 de novembro, em Brasília.

O torneio reunirá atletas de todo o país que vão buscar índices para a competição internacional. Porém, Maykon é um dos favoritos a conseguir a vaga.

O otimismo em torno do atleta é justificado pelos resultados conquistados até agora na temporada.

Ele já contabiliza o primeiro e segundo lugar da 1ª, 2ª e 3ª Etapas do Ranking de Adestramento de Brasília.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.