Benefício para pais solteiros é liberado e está sendo pago; consulte pelo CPF se você vai receber

Para estar apto ao recebimento, os pais solteiros precisam cumprir os requisitos definidos

Isabella Valverde -
Benefício para pais solteiros é liberado e está sendo pago; consulte pelo CPF se você vai receber
(Foto: Agência Brasil)

O Governo Federal liberou os pagamentos retroativos do Auxílio Emergencial para pais solteiros, chefes de família, inscritos no Cadastro Único. Valor a ser recebido pode variar de R$ 600 até R$ 3 mil.

Estes novos pagamentos vão ser concedidos porque assim como as mães solteiras, os pais também não receberam a parcela dupla no valor de R$ 1.200 durante o período em que o benefício esteve vigente.

O Auxílio Emergencial se trata de uma medida de emergência criado em 2020 para oferecer um suporte financeiro para famílias brasileiras durante o período de instabilidade causado pela pandemia da Covid-19.

O programa chegou ao fim ainda em outubro de 2021. Porém, somente agora estão sendo liberados os repasses de parcelas atrasadas.

Com isso, os valores a serem recebidos pelos pais solteiros são na verdade retroativos do ano de 2020.

No entanto, não basta apenas ser chefe de família, para estar apto o homem precisa ter recebido o benefício entre abril e agosto de 2020, comprovar que não possui nenhuma companheira e contar com ao menos um filho menor de idade.

Além disso, é necessário estar desempregado, com a família cadastrada no Bolsa Família de 2020 e contar com uma renda mensal de até meio salário mínimo por membro familiar (R$ 606) ou no máximo três salários mínimos para toda a família (R$ 3.636).

A nova parcela vai ser variável e por isso, pode depender da data em que o beneficiário começou a ter acesso ao pagamento.

Benefício para pais solteiros é liberado e está sendo pago; consulte pelo CPF se você vai receber

A pesquisa a partir do CPF  pode ser realizada pelos pais solteiros que se encaixam em todos os critérios exigidos por meio do site Dataprev.

Para checar na plataforma basta o beneficiado informar o CPF, nome completo, nome da mãe e por fim, a data de nascimento.

O auxílio também pode ser consultado pelo site Governo Federal ou pelo próprio aplicativo da Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento das parcelas, Caixa Tem.

Siga o Portal 6 no Instagram: @portal6noticias e fique por dentro de todas as novidades!

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade