Portal 6

Mais uma cobra aparece em casa e assusta família da região Norte de Anápolis

(Foto: Reprodução)

Há menos de uma semana uma cascavel foi capturada em residência que fica do outro lado da cidade

Mais uma cobra apareceu em residência de Anápolis. Foi na tarde desta segunda-feira (04), na Rua Cristalina, do Residencial Centenário, no extremo Norte da cidade.

Uma jiboia de mais de um metro foi encontrada pelos moradores se rastejando pelo corredor externo da casa.

Conscientes, eles preferiram acionar o Corpo de Bombeiros para a remoção do animal, que não é peçonhento, mas morde.

Com a chegada dos militares, a cobra foi retirada do local e deixada novamente na natureza.

Em tempo

Na última quinta-feira (31), no feriado de Corpus Christi, uma família do Residencial Primavera, no extremo Leste de Anápolis, encontrou uma cobra cascavel dentro de casa. Eles também tiveram medo e pediram socorro ao Corpo de Bombeiros para capturar a serpente.

O possível surto de cobras em área residencial de Anápolis pode ser explicado, conforme especialista ouvida pelo Portal 6, considerando dois motivos convenientes.

“Elas buscam abrigo e alimentação. As expansões urbanas são fundamentais para limitar o habitat delas, então, principalmente nessa época chuvosa, elas buscam um lugar para se abrigar. Em relação a alimentação, as mesmas se alimentam de pequenos roedores e algumas espécies de aves.  Dessa forma, elas costumam procurar locais cheios de entulho, que vão servir tanto para abrigo quando para captar a atenção de ratos, por exemplo”.

A médica veterinária também conta que pequenas ações podem ajudar a prevenir a aparição dos animais em uma residência.

Especialista explica porque Anápolis está sendo invadida por cobras

“A melhor prevenção é não deixar abrigo e alimento a disposição dessas serpentes. As chances dessas ocorrências diminuem significativamente quando se toma precauções como fechar as frestas e buracos das paredes, evitar o acumulo de lixo ou entulho perto de casa, manter a grama aparada, afastar a cama de paredes, sacudir sapatos e roupas antes de usá-los, além de também usar botas quando estiver trabalhando, pisando em folhas ou capim seco e úmido e ter cuidado ao carregar tijolos, telhas e lenha.”

Em caso de acidentes, onde uma pessoa acaba sendo picada, Paula salienta que é primordial manter a calma, ficar em repouso e pedir socorro.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.