PublicidadePublicidade

Preso homem que matou garota de programa a pauladas em Anápolis

Exame de DNA foi fator-chave para elucidar as investigações

Da Redação Da Redação -

Mais um caso de assassinato foi totalmente solucionado pelo Polícia Civil (PC) de Anápolis na tarde desta quinta-feira (1º).

Executado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), o mandado de prisão temporária teve como alvo L.B, de 33 anos, responsável pelo feminicídio contra Josilene Maria Carneiro, no dia 24 de fevereiro deste ano.

O homem, que já possuía antecedentes criminais por furto, se encontra recolhido no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, o presídio local.

PublicidadePublicidade

Em tempo

O homicídio aconteceu na madrugada naquela data, no Residencial Polocentro, bairro da região Sudeste de Anápolis.

Ela foi encontrada morta, com indícios de ter sido assassinada a pauladas.

De acordo com o GIH, o criminoso se relacionava com a vítima, que era garota de programa, há cerca de três anos e eram conhecidos usuários de crack da região.

Após o crime, ele chegou a ser considerado um suspeito pelas autoridades, devido ao histórico conturbado do relacionamento, com relatos de agressão.

Porém, o homem foi liberado após o interrogatório, em que afirmou estar fora da cidade há 20 dias e ter voltado apenas no dia do homicídio, mas sem nem ter tido contato com a vítima.

Por falta de provas que o vinculassem à violenta ação, ele foi liberado pelos agentes, que ainda recolheram material biológico das roupas e mãos do então suspeito.

E foi justamente esse DNA que fez toda a diferença na investigação do caso.

Isso porque o exame apresentou resultado positivo, provando que havia material genético da Josilene nas mãos do homem, fato que derrubou o álibi de L.B, e o confirmou como responsável pela ação.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade