PublicidadePublicidade

Reportagem especial do Fantástico usou caso Valeriano Filho como exemplo de preconceito no Brasil

Cerimonialista foi mostrado saindo da delegacia e faxineira humilhada por ele deu novo depoimento emocionante

Rafaella Soares Rafaella Soares -

Tornado público pelo Portal 6 no dia 09 de novembro, o caso do cerimonialista Valeriano Filho, que humilhou uma diarista em Anápolis, repercutiu nacionalmente ao longo de toda a última semana.

Na noite deste domingo (15), em uma reportagem especial de pouco mais de sete minutos, o Fantástico, uma dos principais programas da Rede Globo, também mostrou o episódio.

Aos jornalistas da emissora, Maria José de Souza Marques, de 54 anos, aproveitou o espaço para dizer que, diferente do que Valeriano disse, a vida dela, mesmo que seja humilde, não é ruim ou infeliz.

“Eu trabalho para sobreviver. Não mereço o que ele falou para mim e quero voltar agora para a minha vida normal. Minha vida simples”, disse.

A equipe do Fantástico também procurou o cerimonialista, mas ele se recusou a gravar entrevista e disse que já pediu perdão à faxineira.

Imagens, porém, o mostraram saindo de uma delegacia da cidade, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência contra ele por injúria.

O material gravado pelo programa teve o objetivo de mostrar que, em poucos dias, duas histórias de humilhação no trabalho tinham causado revolta no Brasil.

O segundo foi o da garçonete Danielle, que acusou o advogado Frederick Wassef, ex-defensor da família Bolsonaro, de racismo.

https://youtu.be/PuyGuaDrP14

Em tempo

As duras palavras ditas pelo cerimonialista para a empregada doméstica viralizaram inicialmente pelo Twitter e acabaram repercutindo também em outras redes sociais.

Nos áudios, em meio a palavrões e expressões preconceituosas, Valeriano afirma que encontrará outra pessoa para limpar a casa dele e que cuspiria na cara da mulher caso a encontrasse na rua.

“Você não é digna de limpar nada. Você para mim não passa de um lixo. Vai fazer mocotó, que é comida de pobre e que é isso que você sabe fazer. Eu tenho ódio de me misturar com gentalha como você”, disse.

Posteriormente, também vazou um novo áudio, em que ele menospreza uma colega de profissão, que teria criado um grupo de WhatsApp para não adicioná-lo.

“Você morre de inveja de mim. Eu não tenho culpa se você não tem o meu poder. Agora não venha bater de frente comigo não, que eu passo por cima de você. Gorda. Feia. Pobre. Mal amada. Isso é que você é. Sua traíra do inferno. Vai emagrecer, vai ser gente”, falou.

Além do Fantástico, a polêmica envolvendo o nome de Valeriano ainda foi mostrada no Encontro com Fátima Bernardes e no Jornal Hoje, ambos da Globo.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade