PublicidadePublicidade

Quem são e, de fato, o que fizeram para acobertar Lázaro Barbosa

Reportagem especial do Portal 6 mostra ainda que dono de chácara já tinha relações com a família do criminoso. Caseiro envolvido também está preso

Rafaella Soares Rafaella Soares -
Elmi Caetano Evangelista, 74 anos, à esquerda. (Foto: Portal 6) E Alain Reis de Santana, 33 anos, à direita. (Foto: Metrópoles)

Os dois homens presos na noite desta quinta-feira (24), suspeitos de ajudarem Lázaro Barbosa, de 32 anos, a fugir das forças policiais, já foram identificados.

O primeiro deles é Elmi Caetano Evangelista, de 74 anos, que é o proprietário de uma chácara em Girassol, povoado de Cocalzinho. O segundo é Alain Reis de Santana, de 33 anos, que trabalha como caseiro para o idoso.

O primeiro a ser preso foi o mais velho, que teria desobedecido uma ordem de parada da polícia para tentar fugir de uma abordagem. No entanto, acabou sendo rapidamente alcançado e detido.

PublicidadePublicidade

Elmi Caetano Evangelista. (Foto: Portal 6)

O mais novo foi preso na própria chácara e confessou que Lázaro tinha estado lá há pouco tempo. Na noite anterior, os policiais já haviam passado pela fazenda, durante as buscas, e não conseguiram entrar.

Alain Reis de Santana. (Foto: Metrópoles)

O Portal 6 apurou que o foragido estaria dormindo na chácara há mais de cinco noites, portando uma espingarda e um celular, e fazendo refeições diariamente com a autorização do proprietário. Em alguns momentos, também teria andado às margens de um córrego para usar maconha.

Cães farejadores foram levados até o local e foi confirmado através de uma amostra de odor que o maníaco realmente passou por lá e havia fugido pela mata.

Já os dois suspeitos, de acordo com o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, foram encaminhados à Delegacia de Águas Lindas e autuados por porte ilegal de armas e facilitação da fuga de preso.

Parceria antiga

O Portal 6 apurou ainda que a mãe do foragido, Eva Maria Sousa, já teria trabalhado como caseira para Elmi, sendo que a família toda teria recebido ajuda financeira dele na ocasião em que Lázaro esteve preso.

Agora, o idoso estaria deixando as portas abertas todos os dias para que o foragido tivesse livre acesso aos ambientes da chácara, onde também foram encontradas outras armas de fogo que seriam do proprietário.

No momento da prisão, Alain também contou aos agentes de segurança pública que, nos primeiros dias em que Lázaro apareceu, estava com um ferimento na perna.

O machucado, porém, já havia melhorado e o homem estaria andando pela mata sem nenhuma dificuldade de locomoção.

Buscas

As buscas por Lázaro Barbosa já entraram no 17º dia e estão envolvendo policiais civis, militares, federais e rodoviários federais. Essas equipes também estão contando com apoio de helicópteros, drones e cães farejadores.

O homem é suspeito de cometer um quádruplo latrocínio em Ceilândia, no DF, e um quinto em Goiás. Considerado de alta periculosidade, é investigado ainda por balear outras três pessoas em Cocalzinho de Goiás.

Também já possui condenação por homicídio, no Estado da Bahia, e é procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade