PublicidadePublicidade

Quadro clínico de motorista da Urban piora e passa para “gravíssimo”

Profissional teve 80% do corpo queimado em atentado sofrido no terminal urbano

Rafaella Soares Rafaella Soares -
Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo. (Foto: Diego Damian)

O estado de saúde do motorista da Urban que teve o corpo incendiado enquanto trabalhava na Estação Central, o antigo Terminal Urbano, na quarta-feira (1º), se agravou.

Em boletim médico enviado ao Portal 6 na manhã desta quinta (02), o Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HEANA) informou que o quadro clínico do profissional é gravíssimo.

Nas informações repassadas à imprensa ontem, pouco após a vítima dar entrada na unidade, a situação dele era considerada grave.

PublicidadePublicidade

A assessoria de comunicação do HEANA também informou que, em decorrência da situação delicada em que o motorista está, ele precisou ser levado para um leito na Unidade de Terapia de Intensiva (UTI).

Por conta do atentado, o colaborador da empresa de transporte coletivo sofreu queimaduras de 2º e 3º grau em 80% do corpo.

A mulher que jogou o álcool nele e provocou as chamas foi contida por vigilantes e populares no próprio terminal e o caso foi registrado como tentativa de homicídio.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade