PublicidadePublicidade

Secretário se manifesta sobre ameaça de greve feita por sindicato de médicos da rede municipal em Anápolis

Júlio César Spindola pediu em nota que os profissionais tenham bom senso e coloquem interesses da cidade acima dos pessoais

Gabriella Licia -
Júlio César Spindola é secretário Municipal de Saúde. (Foto: Ismael Vieira)

Em nome do titular da pasta, Júlio César Spindola, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) enviou nesta terça-feira (05) uma nota à imprensa para comentar a ameaça de greve feita pelo Sindicato dos Médicos de Anápolis (SIMEA).

No texto, o secretário reforça a necessidade da continuidade dos serviços médicos e lembra que a cidade ainda enfrenta a pandemia da Covid-19, apesar da baixa de contaminação.

“Uma possível greve proposta pelo Sindicato dos Médicos de Anápolis soa distante da ideia de união e bom senso tão necessários para este momento”, disse Júlio.

Ao divulgar a intenção de cruzar os braços, o SIMEA elencou 21 fatores (veja aqui) que justificariam o movimento. 

Entre as principais estão as más condições de trabalho, ausência de insumos nas unidades do município e salários defasados.

Em um documento recente, o sindicato também repudiou o que chama de apatia do secretário na mediação dos conflitos.

O secretário reconhece as deficiências, diz que a reestruturação da rede nos últimos anos está servindo para superá-las e pede que os profissionais coloquem interesses da cidade acima dos pessoais

Nas entrelinhas

Se publicamente a Semusa e o SIMEA se enfrentam com troca de notas, nos bastidores a guerra é mais franca.

Médicos demonstram resistência à introdução do ponto eletrônicos nas unidades de saúde da rede municipal e veem com reserva o compartilhamento da gestão de postinhos e UPA’s às organizações sociais.

O anúncio desse modelo de trabalho foi feito pelo prefeito Roberto Naves (PP) no final do mês de setembro.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade